JIMENEZ DESTACA RELAÇÃO COM JOSA E AVALIA O CONFRONTO COM O SANTA CRUZ, PELA COPA DO BRASIL

Jimenez foi a última contratação do Náutico para compor o elenco que disputou a Série C do Campeonato Brasileiro no ano passado. Desconhecido no Brasil, o polivalente paraguaio conquistou aos poucos seu espaço na equipe alvirrubra. No entanto, apenas após a lesão no púbis do volante Josa contra o Salgueiro, pela terceira rodada da Copa do Nordeste, o jogador se tornou titular na equipe comandada por Márcio Goiano e vem correspondendo à expectativa. O capitão do Timbu foi liberado pelo departamento médico e está à disposição do treinador para o clássico milionário contra o Santa Cruz, nesta quarta-feira, pela segunda fase da Copa Brasil.
“Infelizmente eu me tornei titular por causa da lesão de um companheiro. Não me sinto sacrificado taticamente. Eu vim para somar ao Náutico e dar o meu melhor. Minha obrigação em campo é marcar e dar saída de jogo a equipe, não é nenhum sacrifício. Não acho que eu e Josa temos muita diferença. Respeito o meu companheiro mais experiente. Gosto de escutá-lo e tenho admiração por ele. Ele me ajuda a ser melhor todo dia”, explicou o paraguaio.
Ao contrário da maioria dos jogadores titulares do Náutico, o atleta de 25 anos não foi poupado do confronto contra o Flamengo de Arcoverde, no último sábado, válido pela quinta rodada do Campeonato Pernambucano.
Enquanto o Náutico poupou a maioria dos seus jogadores titulares no confronto contra o Flamengo de Arcoverde, no último sábado, válido pela quinta rodada do Campeonato Pernambucano. Jimenez, no entanto, foi a campo normalmente. Já o adversário do Timbu, o Santa Cruz, disputou com toda equipe principal o Clássico das Multidões com o Sport. Prestes a disputar sua partida mais importante pelo alvirrubro, o volante não acredita que a equipe alvirrubra tem vantagem na disputa por estar mais descansado e não existe favorito.
“Para mim, não faz diferença. Em um plantel não existe titular ou reserva, ganha a partida quem cometer menos erros. Ninguém tem o favoritismo nesta partida, quem entrar concentrado e cometer menos erros, vai ganhar. Não podemos errar e temos que estar 100% concentrados”, concluiu.

Marina Maranhão /Especial para o Diario

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *