STJD SUSPENDE RESULTADO DE APARECIDENSE X PONTE NA COPA DO BRASIL ATÉ JULGAMENTO

A Ponte Preta conquistou uma primeira vitória nos tribunais. Nesta segunda-feira o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo César Salomão Filho, determinou à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a não homologação da derrota por 1 a 0 para a Aparecidense, sofrida no último dia 12, pela primeira fase da Copa do Brasil. Na prática, o jogo está suspenso até o julgamento do caso. O clube de Campinas alegou interferência externa, em Aparecida de Goiânia, para a arbitragem ter anulado o gol de empate do time paulista, marcado no final do segundo tempo, por Hugo Cabral.

Na quinta-feira, a Procuradoria do STJD abriu um procedimento preliminar para analisar o caso e a Ponte Preta entrou com o pedido da impugnação do jogo na sexta-feira. O clube pede que “seja anulada a partida e marcada nova data para a realização da mesma, bem como a instauração de processo disciplinar desportivo contra o quarteto de arbitragem e o delegado da partida”.

Em seu despacho nesta segunda-feira, o presidente do STJD pediu que a CBF “não homologue o resultado da partida realizada em 12 de fevereiro de 2019 entre a AA Aparecidense e AA Ponte Preta pela Copa do Brasil 2019, até decisão final da presente impugnação”.

Antes da decisão desta segunda-feira do STJD, um sorteio realizado na última quinta-feira definiu que time goiano enfrentará o Bragantino-PA no dia 27 de fevereiro, no estádio Diogão, em Belém (PA), pela segunda fase da Copa do Brasil. Agora, porém, o clube corre o risco de ser derrotado nos tribunais.

O lance contestado pela Ponte Preta aconteceu aos 44 minutos do segundo tempo, quando perdia por 1 a 0 e buscava o empate para chegar à segunda fase. Após um rebote do goleiro da casa, Hugo Cabral mandou para as redes. Tanto o árbitro quanto o auxiliar validaram o gol, mas a Aparecidense não deu continuidade no jogo e ficou reclamando de impedimento do atacante.

Depois de quase sete minutos, o delegado da partida, Adalberto Grecco, apareceu na imagem conversando com o auxiliar de arbitragem Samuel Oliveira Costa, que correu até o juiz Léo Simão Holanda e marcou o impedimento do jogador. A anulação do gol gerou críticas dos jogadores da Ponte Preta, que alegam ter visto a possível interferência externa. O julgamento deste caso ainda terá sua data confirmada pelo STJD.

Estadão Conteúdo

PORTO – PE SE CLASSIFICA NA COPA SÃO PAULO

A Copa São Paulo de Futebol Jr. tem prossegue hoje com 44 jogos, com destaque para a equipe do Sport, que joga com o Vocem, às 15 horas, pelo grupo 4, e vale a liderança do grupo. O jogo será na cidade de Assis. Uma vitória do Sport coloca a equipe rubro-negra na liderança, ambos tem 6 pontos e já estão classificados, a vantagem do Vocem no momento é no saldo de gols, 4 para o Vocem e 3 para o Sport. A equipe paulista espera contar com sua torcida, pois joga em seus domínios.

A equipe do Porto, de Caruaru também classificado, em segundo lugar no grupo, com 5 pontos, fez seu último jogo ontem contra o RB Brasil, na cidade de Jundiaí, e empatou em 1 X 1. Com o resultado o Porto passa para a próxima fase e enfrenta o Corinthians – SP. O Gaviãozinho vai ter mais uma chance de ouro de divulgar os seus destaques nacionalmente (engana-se quem pensa que o time só tem o Caio, é aplicado como um todo), inclusive, uma surpresa: o técnico Gabriel Lisboa.

 

Foto: Gustavo Amorim / Paulista FC

WALTER APARECE EM LISTA DA ABCD EM CASO DE DOPING E ESTÁ SUSPENSO PREVENTIVAMENTE

O atacante Walter, do CSA, está suspenso preventivamente por doping pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). O nome do jogador apareceu na última lista de atletas com alguma violação de regras antidopagem da entidade, divulgada no último dia 7.

O jogador, conhecido por sua dificuldade em manter a forma física, testou positivo para duas substâncias usadas para emagrecimento: metabólitos de sibutramina (combate à obesidade) e Furosemida (para tratamento de hipertensão arterial leve a moderada; edema devido a distúrbios cardíacos, hepáticos e renais; edemas devido a queimaduras). O teste foi feito em jogo do CSA contra o Brasil, de Pelotas (RS), no dia 5 de julho, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro da Série B.

Com passagens por grandes clubes do futebol brasileiro como Internacional, Cruzeiro, Fluminense, Goiás e Atlético-PR, o atacante de 29 anos teria questionado o resultado do exame e o CSA, seu clube atual, afirmou que uma contraprova foi realizada e teria dado negativo.

A demora de quase cinco meses para um posicionamento da ABCD permitiu que o jogador continuasse atuando pela equipe alagoana, que terminou a Série B na segunda posição e garantiu o acesso para disputar a elite do Brasileirão em 2019. Walter fez dois gols durante a campanha.

 

Estadão Conteúdo

COM DISTÂNCIA CURTA ENTRE TIMES, MILTON MENDES PROJETA JOGO DURO ENTRE FLU E SPORT

Não que seja fácil alcançar a meta, mas a conta é simples na cabeça dos rubro-negros. Caso vença o Fluminense, que está no 10º lugar, e chegue à quarta vitória consecutiva na Série A, o Sport, atual 15º colocado, fica a um ponto de distância do rival do duelo das 18h (do Recife) deste domingo, no Maracanã. Com o triunfo, o Leão subiria aos 39 pontos. Desse modo, a proximidade entre as equipes na tabela de classificação da Série A faz o confronto ganhar contornos de decisão. Ciente deste cenário, o técnico rubro-negro Milton Mendes acredita que os times protagonizarão um jogo duro e aberto pela 33ª rodada da Série A.
“Certamente, não será um jogo fácil. Vou adiantar para o nosso torcedor que a dificuldade que vamos encontrar é grande porque o Fluminense precisa do resultado. Eles ainda não estão tranquilos. É importante não achar que, porque a equipe está bem, nós vamos chegar lá e atropelar. Nós vamos ter um jogo consistente, mas, do outro lado, vai ter um adversário muito difícil”, disse o treinador do Sport.
Milton Mendes ainda minimiza a sequência de partidas decisivas que o Fluminense já encarando ao longo das últimas semanas. A equipe tricolor também está envolvida na semifinal da Copa Sul-Americana e, na quarta-feira passada, foi derrotada pelo Atlético-PR, na Arena da Baixada. Agora, nas próximas três semanas, o time carioca se concentra no Campeonato Brasileiro, onde tem mais cinco jogos. Em seguida, volta as atenções para o duelo internacional com o Furacão.

Brenno Costa /Diario de Pernambuco

VIVO NA BRIGA PARA FUGIR DO Z4, SPORT DEMONSTRA VALENTIA E VENCE O GRÊMIO FORA DE CASA

Em jogo cheio de alternativas e muitos erros defensivos, o Sport conseguiu sua terceira vitória fora de casa na Série A deste ano. A equipe do técnico Milton Mendes venceu o Grêmio por 4 a 3, na Arena, em Porto Alegre. Esta foi apenas a segunda vez na temporada que o Leão conseguiu marcar quatro gols em uma partida, com destaque para o volante Jair que marcou dois. O resultado positivo serve para diminuir diferença para o América-MG, primeiro time fora da zona de rebaixamento do Brasileiro.
O jogo
Visando a vitória para diminuir a distância para sair do Z4, o Sport buscou comandar as ações desde o início do primeiro tempo. Antes de completar cinco minutos de partida, o Leão já havia finalizado duas vezes contra a meta do goleiro Paulo Victor. Até que aos sete minutos veio o primeiro gol. Em falta lateral cobrada por Michel Bastos, o volante Jair subiu mais que a defesa tricolor para estufar a rede com uma bela cabeçada.
Após sofrer o gol, a equipe alternativa do Grêmio começou a sair mais para o jogo buscando o ataque e controlando a posse de bola. O Rubro-negro, por sua vez, buscava sair em velocidade para o contragolpe, especialmente com Cláudio Winck e Michel Bastos.
Aos 20 minutos, os gaúchos chegaram próximos ao gol de Maílson duas vezes. Primeiro em jogada de Kaio, que driblou o lateral Sander na grande área e rolou a bola para Thonny Anderson bater. A segunda veio em cabeçada do zagueiro Kannemann após cobrança de escanteio. Aos 26, Bressan se lançou ao ataque, como se fosse um lateral, e deu um chute perigoso que foi defendido pelo goleiro leonino.
Em contra-ataque puxado por Mateus Gonçalves, o atacante abusou de sua principal característica, a velocidade. O jogador do Sport passou por três marcadores e bateu para o gol, Paulo Victor ainda tentou defender, mas não conseguiu evitar o segundo tento do Leão. Após pressionar durante boa parte da primeira etapa, o Grêmio chegou ao seu gol aos 38 minutos. O volante Matheus Henrique recebeu bola na entrada da área, limpou dois defensores e bateu no canto esquerdo de Mailson. O lance foi alvo de muita reclamação dos leoninos devido a um toque de braço na bola do jogador do Imortal.
Segundo tempo
Como era esperado, o Grêmio voltou do intervalo pressionando o Sport em busca do empate. Em seis minutos, o time gaúcho conseguiu resultado desta postura mais agressiva. Aos 6 minutos, o atacante Mateus Gonçalves derrubou Madson na área e o juiz Dewson Freitas assinalou o pênalti, que Juninho Capixaba bateu e igualou o placar em Porto Alegre.
Porém, menos de um minuto depois, Sander cruzou bola para a área e encontrou o meia Gabriel sozinho, o camisa 30 cabeceou e desempatou a partida, colocando o Sport novamente na frente do placar.
Aos 14, novo empate do Grêmio. Após bonita jogada pela direita, o atacante Thonny Anderson recebeu do lateral Madson boa bola na entrada da pequena área, quando bateu de perna esquerda frente a frente com Maílson.
Mesmo com o empate em 3 a 3 no placar, o segundo tempo continuou frenético. Aos 18, o volante Matheus Henrique cometeu falta na intermediária ofensiva do Sport. Michel Bastos lançou para a área e encontrou o volante Jair, que dominou cara a cara com Paulo Victor e fuzilou para o gol, colocando novamente o time pernambucano na dianteira do placar.
Após fazer o quarto gol, o Sport passou a tomar uma postura mais defensiva em campo, especialmente depois da entrada do atacante Marinho. Essa postura se tornou ainda mais clara com as substituições feitas por Milton Mendes, retirando Hernane para colocar Fellipe Bastos e ao colocar Nonoca na vaga de Jair que saiu com câimbras.
Yago Mendes /Especial para o Diario

NÁUTICO-UNINASSAU SERÁ REPRESENTANTE DE PERNAMBUCO NA SUPERLIGA FEMININA C EM 2018

Desde 2010 fora do circuito da elite do vôlei feminino nacional, Pernambuco voltará a ter um representante na Superliga Feminina. É o Náutico-Uninassau/VMelko, que disputará entre os dias 23 e 25 de outubro, a Superliga C, divisão de acesso para a principal competição de voleibol do país e um dos campeonatos de maior expressividade no mundo.
O último representante Pernambucano em um campeonato da elite do vôlei feminino do país foi o Sport-BMG, que disputou a divisão principal da Superliga Feminina na temporada 2009-2010 e acabou a competição com um honroso nono lugar. Agora, o time alvirrubro herda parte deste legado, sendo comandado pelo treinador Adalberto Nóbrega, que era o técnico do elenco rubro-negro no final da década passada.
O treinador coloca que o time que representará Pernambuco na Superliga C é fruto de uma parceria entre a Uninassau, o Clube Náutico Capibaribe e Associação de Vôlei Melko de Pernambuco. “Nosso time é constituído basicamente de universitárias. São 10 atletas do time da Uninassau, mais três atletas do Náutico, trazidas para reforçar a nossa equipe para fazermos um bom papel na competição”, pontua Adalberto, que também treina o time da Universidade.

Yago Mendes /Especial para o Diario

MANDO DOS CLÁSSICOS NO NORDESTÃO APONTA VOLTA DO DUELO ENTRE NÁUTICO E SANTA NOS AFLITOS

Com a definição dos grupos da Copa do Nordeste e a mudança do regulamento, com clubes dos mesmos estados figurando obrigatoriamente em chaves separadas, a Confederação Brasileira de Futebol sorteou nesta segunda-feira a ordem do mando de campo dos clássicos da primeira fase da competição. Com isso, os times do Grupo B enfrentarão seus rivais em casa, o que desenha a volta do Clássico das Emoções, entre Náutico e Santa Cruz, para os Aflitos, algo que não ocorre desde 2013. O clube alvirrubro projeta a reabertura do estádio em dezembro.

Além disso, como Pernambuco é o único estado com três representantes, o Timbu também receberá o Salgueiro nos seus domínios. Vale lembrar que, pelo novo regulamento do Nordestão, os oito clubes do Grupo A enfrentam os oito clubes do Grupo B na primeira fase, com os quatro melhores colocados se classificando para as quartas de final e semifinal. A partir da fase eliminatória, os confrontos serão dentro dos respectivos grupos, com o primeiro colocado enfrentando o quarto, enquanto o segundo duela contra o terceiro.
No Grupo A, além de Santa Cruz e Salgueiro, também estão Vitória, Fortaleza, CRB, Sergipe, Sampaio Corrêa e Altos. Já a chave B, estão ao lado do Náutico, Bahia, CSA, ABC, Confiança, Ceará, Moto Club e Botafogo-PB. Sendo assim, além de Náutico x Santa Cruz e Náutico x Salgueiro, os outros duelos estaduais da primeira fase serão: Bahia x Vitória, Ceará x Fortaleza, CRB x CSA, Confiança x Sergipe e Moto Club x Sampaio Corrêa. A tabela completa da primeira fase da Copa do Nordeste deverá ser divulgada pela CBF nos próximos dias.

João de Andrade Neto /Superesportes

APÓS MUDANÇA, COPA DO NORDESTE TEM CLÁSSICOS NA PRIMEIRA FASE

Quem não gosta de um clássico? Para os amantes das rivalidades do futebol, a Copa do Nordeste de 2019 será um prato cheio. Com um novo formato, a competição definiu os grupos da próxima edição nesta quinta-feira, com muitos confrontos históricos já na primeira fase.

Só na fase de grupos, serão sete duelos entre times do mesmo estado, que prometem dar emoção aos jogos e levar ainda mais público ao estádio. Entre estes confrontos, estão: o Ba-Vi, entre Bahia e Vitória; o Clássico-Rei, entre Fortaleza e Ceará; o Clássico das Emoções, que reúne Santa Cruz e Náutico; e o Clássico das Multidões de Alagoas, que colocará frente a frente CRB e CSA.

O maior número de jogos entre rivais se deu por conta de uma regra no sorteio desta quinta. Os dois times melhores posicionados no ranking da CBF de cada estado não poderiam integrar o mesmo grupo. Como cada clube enfrenta os oito adversários do outro grupo, Diretor de competições da CBF, Manoel Flores vê com bons olhos a novidade na competição mais aguardada do primeiro semestre.

– A Copa do Nordeste entra numa nova fase. Muito interessante, um formato inovador, que vai premiar as grandes torcidas e os grandes clássicos. Isso é a cara da Copa do Nordeste – avaliou.

Confira os confrontos estaduais da primeira fase da Copa do Nordeste 2019:

Bahia x Vitória

Ceará x Fortaleza

CRB x CSA

Santa Cruz x Náutico

Salgueiro x Náutico

Confiança x Sergipe

Sampaio Corrêa x Moto Club

Por: Assessoria CBF/Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

CONGRESSO NO RECIFE DISCUTE RUMOS DO FUTEBOL PERNAMBUCANO

O momento do futebol pernambucano fez com que os treinadores pernambucanos Roberto Fernandes e Dado Cavalcanti abrissem uma discussão sobre os rumos que o esporte está levando no estado. Para isso, ele organizaram um congresso – o 1º CFUT/PE –com várias pessoas que trabalham no meio. O mote principal é a dificuldade que os principais clubes da cidade enfrentam: Santa Cruz e Náutico estão desde o final de agosto sem jogos oficiais por conta das eliminações precoces na Série C do Campeonato Brasileiro.O Sport está na vice-lanterna da Série A, a cinco pontos do primeiro fora da zona de rebaixamento.

O evento foi realizado durante todo o dia desta segunda-feira em um hotel no bairro de Boa Viagem, zona sul da cidade, com participações importantes como o ex-zagueiro Ricardo Rocha, que era comentarista do Grupo Globo e hoje é diretor de futebol do São Paulo. O ex-atacante Grafite, ex-jogador do Santa Cruz e hoje comentarista do Grupo Globo, também participou do debate – que teve ainda nomes como o técnico Givanildo Oliveira, o vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga, o presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, o presidente da Federação Pernambucana de Fu tebol,Evandro Carvalho, e Gustavo Pessoa, gerente de competições da Confederação Brasileira de Futebol.

– O mais importante é o entendimento. Temos o objetivo de documentar tudo aqui e fazer um dossiê para divulgar as principais ideias. O nosso objetivo está sendo cumprido pela quantidade de pessoas aqui. Vamos levar essa reflexão para a frente. Muita coisa boa foi discutida e agora vamos tentar colocar para a frente – disse o técnico Dado Cavalcanti, um dos organizadores do evento.

Outro idealizador do congresso foi o técnico Roberto Fernandes, que hoje dirige o CRB na Série B do Campeonato Brasileiro. Segundo ele, o objetivo é realizar uma segunda edição do CFUT/PE para acompanhar o que foi colocado em prática.

– Quem sabe no futuro a gente tenha um 2º CFUT/PE para ver o que a gente está evoluindo e o que a gente não conseguiu evoluir.

Presença importante no debate, o ex-jogador de Santa Cruz e da seleção brasileira e hoje diretor de futebol do São Paulo, Ricardo Rocha, pediu união de Náutico, Santa Cruz e Sport e da Federação Pernambucana de Futebol para que o cenário mude.

– Temos três grandes clubes. Se puderem se unir, vai ser bom para trazer projetos. É para melhorar o futebol pernambucano e nordestino. A rivalidade tem que ser do torcedor, isso é normal, mas é bom ter os clubes unidos e sentando na mesma mesa. Isso raramente acontece. A Federação Paulista de Futebol faz de mês em mês uma reunião com os grandes clubes e eles vão. Essa reunião tem que existir aqui.

O congresso foi dividido em quatro módulos, com temas específicos para debates entre os convidados.

Veja cada um dos módulos e seus participantes:

1º – Futebol de base e clubes intermediários – Pedro Manta (treinador), Givanildo Oliveira (treinador), Júnior Câmara (treinador), Cássio Zirpoli (jornalista) e Diógenes Braga (vice-presidente do Náutico)

2º – Perfil e identidade do clube modelo – Dado Cavalcanti (treinador), Sérgio Papelim (diretor do Fortaleza), Roberto Nascimento (jornalista), Ricardo Rocha (diretor do São Paulo) e Cabral Neto (jornalista)

Por Lucas Liausu — Recife

HISTÓRICO DE ARRANCADAS DE MILTON MENDES TEM APROVEITAMENTO NECESSÁRIO PARA LIVRAR SPORT

Milton Mendes já acumulou fases de sucesso no futebol brasileiro. Todas, por sinal, nasceram nos primeiros momentos de trabalho dos cinco clubes em que passou. No recorte das 12 partidas iniciais, o comandante adquiriu números que seriam capazes de manter o Sport na Série A, com aproveitamentos que vão de 55,5% a 72,2%. Não à toa, o novo treinador do Rubro-negro ficou marcado por ser capaz de conseguir ajustar os times rapidamente ainda que depois o desempenho caia. Nesse caso, o Leão espera que o passado jogue pelo futuro.

A conta de Milton Mendes no Sport também é de 12 jogos. Com o time na penúltima posição com 24 pontos, a quatro do primeiro clube que respira fora da zona de rebaixamento, projeta-se a necessidade de mais 21 pontos para garantir a meta da sobrevivência. Assim, ele pode novamente pôr em prática as arrancadas que se acostumou a construir logo no Paraná, em 2014 (veja a lista completa).  No primeiro time comandado por Milton Mendes no Brasil, ele somou seis vitórias, três empates e três derrotas. É, assim, a conta exata para livrar o Leão.

 

Brenno Costa /Diario de Pernambuco

1 2 3 8