MARTA TEM LESÃO NA COXA ESQUERDA E PREOCUPA A 15 DIAS DA ESTREIA NO MUNDIAL

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou neste sábado que a atacante Marta, estrela da seleção feminina, sofreu uma contusão no músculo posterior da coxa esquerda durante treinamento nesta sexta-feira, na cidade portuguesa de Portimão, onde a equipe se prepara para o Mundial da França. Segundo o comunicado, a camisa 10 fez exame de imagem que constatou lesão entre os graus 1 e 2 no bíceps femoral.

Ainda de acordo com a CBF, a jogadora já iniciou os trabalhos de fisioterapia. Nos próximos dias, Marta permanecerá sendo acompanhada pela equipe médica da delegação brasileira. Ela realizará novo exame de imagem daqui uma semana para avaliar a evolução de seu quadro.

A preocupante notícia chega a apenas 15 dias da estreia do Brasil no Mundial. No dia 9 de junho, a seleção enfrenta a Jamaica, no Stade des Alpes, em Grenoble. As equipes integram o Grupo C, que ainda tem Itália e Austrália.

O elenco segue treinando em Portimão até o dia 5 de junho, quando embarca para a França. O plantel chegou em Portugal na última quarta-feira e utilizará as instalações do Portimonense, clube da primeira divisão do Campeonato Português, para se preparar para o Mundial.

Na sexta-feira, as últimas duas jogadoras chegaram para completar o grupo que disputará o Mundial sob o comando do técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão. Andressa Alves, do Barcelona, ganhou dois dias de folga após a derrota por 4 a 1 diante do Lyon na final da Liga dos Campeões da Europa.

Junto da atacante, Daiane também chegou para os treinamentos. A zagueira do Paris Saint-Germain irá auxiliar nos treinos, já que Erika, com uma entorse no tornozelo esquerdo, não poderá participar das atividades enquanto se recupera.

 

Estadão Conteúdo – Foto: CBF/Divulgação

JUVENTUS ESTUDA CEDER JOGADORES AO BENFICA PARA CONTRATAR A REVELAÇÃO JOÃO FÉLIX

Com a temporada europeia chegando ao fim e a janela de transferências se aproximando, os principais clubes do velho continente começam a voltar suas atenções para Portugal de olho em um jogador: João Félix. Grande promessa do Benfica, o jovem luso desperta o interesse de diversas equipes, entre elas a Juventus, que não deve medir esforços para firmar a contratação.
De acordo com o jornal italiano Tuttosport, a negociação entre Juventus e Benfica, que se estende desde as últimas semanas, ganhou um novo aspecto por uma tentativa que pode se desenhar de sucesso por parte do clube italiano. A fim de diluir a pedida dos encarnados de 120 milhões de euros (cerca de R$ 531,1 milhões), valor da multa rescisória de Félix, a Vecchia Signora deve envolver jogadores na negociação.
Ao que tudo indica, três brasileiros e um português estão entre os candidatos a servirem de “moeda de troca”. O lateral-esquerdo brasileiro Rogério, emprestado ao Sassuolo, puxa a fila, seguido pelo jovem Matheus Pereira, ex-Corinthians, e Lucas Rosa, além do zagueiro luso João Serrão.
A Juventus, porém, não deve ser a única equipe a correr por João Félix. Depois de uma atuação de gala recente pela Liga Europa, em que marcou três gols, o meia-atacante passou a ser ainda mais abordado, fazendo com que o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, afirmasse que a ideia é não negociar ninguém.

Gazeta Press – Foto: PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP

DE OLHO NA PRÓXIMA TEMPORADA, ZIDANE QUER A PERMANÊNCIA DE VARANE NO REAL MADRID

De volta ao Real Madrid há pouco menos de um mês, Zinedine Zidane já bateu o pé e quer a permanência do zagueiro Raphael Varane para a próxima temporada. Nesta terça-feira, o técnico do clube espanhol deixou bem claro a sua ideia. “Não quero um Real Madrid sem Varane”, afirmou o francês perante as notícias que rodeiam uma possível transferência de seu compatriota nas últimas semanas. “É um jogador jovem que ainda têm muitos anos bons”, acrescentou.

Zidane disse que Varane não lhe comunicou o seu desejo de sair do Real Madrid, afirmando que esse é o ponto chave caso o zagueiro queira realmente deixar o clube. “O Varane não disse nada disso e quero que fique. Saem muitas coisas dizendo que está incomodado, mas são coisas da vida dos jogadores. Eu o vejo bem, para mim não me disse nada e o importante é o que diga a mim. Por enquanto sabe que está no melhor clube do mundo e ganhou muitíssimas coisas”, revelou.
Com o Real Madrid fora da disputa dos títulos mais importantes – foi eliminado da Liga dos Campeões da Europa e da Copa do Rei e está 12 pontos atrás do líder Barcelona no Campeonato Espanhol -, as especulações sobre mudanças no elenco aumentaram. Sobre isso, Zidane preferiu não fazer qualquer comentário. “Acho uma falta de respeito falar sobre transferências agora, pois não é o momento certo para falar de mercado”, disse.

Um nome comentado para reforçar o Real Madrid é o do zagueiro senegalês Kalidou Koulibaly, do Napoli. Nascido na França, o defensor não ocupa uma vaga de extracomunitário e seria um desejo antigo de Zidane. Na Itália, ele se tornou um dos grandes defensores do futebol europeu e seus direitos estariam estimados em 70 milhões de euros (cerca de R$ 300 milhões). Mas seu contrato com o time napolitano vai até 2023 e a sua multa rescisória é ainda maior que o valor de mercado: cerca de 150 milhões de euros (mais de R$ 650 milhões).

Nesta quarta-feira, o Real Madrid volta a campo para enfrentar o Valencia, no estádio Mestalla, em Valência, pela 30.ª rodada do Campeonato Espanhol.

Foto: GABRIEL BOUYS /AFP –  Estadão Conteúdo

LECLERC CRAVA PRIMEIRA POLE POSITION NA FÓRMULA 1, E FERRARI FAZ DOBRADINHA NO BAHREIN

Deu a lógica no treino classificatório do Grande Prêmio do Bahrein. Depois de dominar os três treinos livres, para a corrida deste domingo (31). A Ferrari confirmou o ritmo forte e colocou seus dois carros na primeira fila do grid. E será Charles Leclerc, o menino prodígio da escuderia italiana, que irá largar na pole position, a primeira dele na Fórmula 1.

Com direito a recorde da pista e tempo de 1min27s866, o piloto de 21 anos superou seu companheiro Sebastian Vettel por 0s238 e se tornou o piloto mais jovem da história da Ferrari a conseguir a ponta do grid, sendo o segundo mais jovem da F1. Além disso, Leclerc é também o primeiro monegasco a largar na pole.

Lewis Hamilton e Valtteri Bottas mostraram que a diferença entre Ferrari e Mercedes não era assim tão grande quanto aparentou nos treinos livres, mas mesmo assim, não conseguiram superar os adversários. O pentacampeão largará na terceira colocação, logo na frente de seu companheiro finlandês.

Destaque também para a Haas, que terminou com Kevin Magnussem na sexta posição e Romain Grosjean, na oitava. E, sob os olhares do bicampeão mundial, Fernando Alonso, a McLaren também conseguiu colocar seus dois carros entre os 10 primeiros, com Carlos Sainz Jr. em sétimo e Lando Norris em décimo.

Q1 – Norris surpreende e Hulkenberg fora

Assim como em todos os treinos livres anteriores, a Ferrari liderou o Q1. E mais uma vez, Charles Leclerc levou a melhor sobre seu companheiro Sebastian Vettel, por 0s2. Em terceiro, ficou a Mercedes do pentacampeão, Lewis Hamilton, 0s7 atrás do monegasco.

A primeira parte do treino teve dois destaques: um positivo e um negativos. Do lado positivo, a jovem promessa Lando Norris surpreendeu e superou Valtteri Bottas, se colocando entre as Mercedes e ficando na quarta colocação.

Por outro lado, Nico Hulkerberg surpreendeu negativamente, terminando em 17º lugar e ficando de fora do Q2. Vale lembrar que o alemão chegou a colocar a Renault na quinta colocação no treino livre de sexta-feira. Na 15ª posição, Kimi Raikkonen escapou por pouco.

Sem nenhuma surpresa, porém, a Williams terminou nas duas últimas colocações, com George Russell em 19º lugar e Robert Kubica na lanterna.

Q2 – Ricciardo fora e duas McLaren no top 10

Na ponta, nada de novo. Leclerc foi novamente o mais rápido, liderando mais uma dobradinha da Ferrari. Desta vez, porém, a diferença entre ele e Vettel subiu um pouco, indo para 0s3. Por outro lado, Hamilton manteve a terceira posição e ainda diminuiu a diferença para 0s5.

Desta vez, Bottas se impôs e garantiu a quarta colocação, enquanto Norris não repetiu o desempenho e terminou em nono lugar. Mas, por outro lado, a McLaren, com Sainz em sétimo, conseguiu levar seus carros ao Q3.

O destaque negativo foi a Renault. Depois de Hulkenberg, Daniel Ricciardo também não conseguiu colocar seu carro entre os 10 primeiros e vai largar na 11ª posição.

Q3 – Ferrari confirma favoritismo

Toto Wolff mandou seus pilotos para a pista antes da Ferrari, tendo assim a chance de fazer primeiro as tentativas iniciais de voltas rápidas. Leclerc foi à pista em seguida, enquanto Vettel, ainda sem pneus, esperava nos boxes.

Bottas chegou a ficar com a pole provisória, mas foi logo superado por Hamilton. Leclerc, porém, chegou para estragar a festa das flechas pratas. O monegasco brilhou, anotou 1min27s958 e igualou o tempo da pole de Vettel no ano passado.

Com 2min45s para o fim do treino, o alemão tetracampeão enfim deixou os boxes e foi o primeiro a abrir volta rápida na fase final do Q3. E ele bem que tentou, mas não foi suficiente para superar o desempenho impecável de seu companheiro de equipe.

 

Gazeta Press/Foto: ANDREJ ISAKOVIC/AFP

RAJA CASABLANCA CONQUISTA SUPERCOPA DA ÁFRICA

O Raja Casablanca conquistou a Supercopa da África ao derrotar o Espérance da Tunísia por 2 a 1, nesta sexta-feira (28), em Doha.

Abdelilah Hafidi abriu o placar para o Raja (22) e o capitão Badr Benoun ampliou a vantagem (65) para dar um segundo título continental ao time marroquino. Mohamed Youcef fez o gol do Espérance (57).

A Supercopa da África, que é decidida em uma partida entre o vencedor da Liga dos Campeões africana e o campeão da CAF, foi disputada pela primeira vez fora do continente africano, no Catar, sede da Copa do Mundo de 2022.

 

AFP

SEM LUIS ENRIQUE NO BANCO, ESPANHA BATE MALTA E LIDERA NAS ELIMINATÓRIAS DA EURO

Em um jogo no qual acabou sendo comandada pelo auxiliar Roberto Moreno, horas depois de o técnico Luis Enrique desistir de trabalhar na partida por causa de problemas particulares, a seleção espanhola venceu Malta por 2 a 0, nesta terça-feira, fora de casa, pela segunda rodada das Eliminatórias da Eurocopa de 2020.

Os dois gols da partida foram marcados pelo atacante Morata, que assim assegurou a Espanha na liderança do Grupo F do qualificatório europeu, com seis pontos. Na estreia, no último sábado, em Valência, os espanhóis derrotaram a Noruega por 2 a 1.

No mesmo dia deste confronto em Malta, a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) anunciou que Luis Enrique não poderia dirigir o time nacional por “motivos familiares de força maior”. Porém, a ausência do treinador fez pouca diferença diante de um adversário tão frágil, que poderia ter sido batido por mais gols se não fosse o grande número de oportunidades desperdiçadas pelos espanhóis.

O primeiro gol do jogo só foi sair aos 30 minutos do primeiro tempo, quando Morata recebeu um lançamento de Hermoso, se livrou da marcação de Muscat e finalizou cruzado para abrir o placar. O goleiro Bonello chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar que a mesma entrasse em sua meta.

Na etapa final, a Espanha voltou a mostrar algumas dificuldades para confirmar a sua superioridade técnica, mas chegou ao segundo gol aos 27 minutos. Navas avançou até a linha de fundo e cruzou para Morata, que cabeceou para as redes para selar o 2 a 0.

Antes de amargar um problema familiar que o obrigou a deixar Malta antes do previsto, Luis Enrique havia exaltado, na última segunda-feira, a média de 2,7 gols por partida que a Espanha acumulou nos sete jogos anteriores que realizou. Ele rebateu, na ocasião, críticas que apontavam um desempenho ofensivo pior do que o esperado pelos espanhóis. Ao marcar por mais duas vezes nesta terça, a seleção passou a contabilizar 21 bolas na rede em oito confrontos, o que resulta em uma média de 2,6 gols por jogo.

Outro jogos

Outras duas partidas fecharam a segunda rodada do Grupo F das Eliminatórias da Eurocopa nesta terça. Em uma delas, a Suécia empatou por 3 a 3 com a Noruega, fora de casa, e se garantiu na vice-liderança, com quatro pontos. Já a Romênia aproveitou bem o fator campo ao golear as Ilhas Faroe por 4 a 1, somar os seus três primeiros pontos no qualificatório e assumir a terceira posição.

Também com três pontos, Malta caiu para o quarto lugar, enquanto a Noruega amarga a penúltima posição da chave, com apenas um ponto. Ainda sem pontuar, as Ilhas Faroe seguram a lanterna, sendo que na estreia haviam sido batidas pelos malteses por 2 a 1. Pelo mesmo placar, os suecos superaram os romenos pela primeira rodada deste Grupo F.

A terceira jornada desta chave está marcada para o dia 7 de junho, quando ocorrerão os seguintes confrontos: Ilhas Faroe x Espanha, Noruega x Romênia e Suécia x Malta.

 

Estadão Conteúdo/Foto: AFP/Filippo Monteforte

CRISTIANO RONALDO FAZ TRÊS E LEVA JUVENTUS ÀS QUARTAS

Não foi para ser campeão italiano que a Juventus pagou cerca de R$ 500 milhões ao Real Madrid para contratar Cristiano Ronaldo no ano passado. O time já era dono de sete títulos consecutivos no País.

O português foi comprado para fazer o maior campeão da Itália ganhar a Champions League. E no momento de maior necessidade, ele decidiu.

O português anotou os três gols da vitória da Juventus sobre o Atlético de Madrid por 3×0, nesta terça (12), em Turim, na partida de volta das oitavas de final. Na ida, os espanhóis haviam ganhado por 2×0.

Cristiano Ronaldo fez dois de cabeça e um de pênalti. Este lance, que decidiu a classificação para as quartas de final, foi anotado aos 41 minutos do segundo tempo.

Campeão italiano 34 vezes (o segundo time com maior número de troféus, a Internazionale, tem 18), a Juventus nunca conseguiu levar sua hegemonia nacional para o continente. Tem apenas dois títulos da Champions League: em 1985 (quando ainda se chamava Copa da Europa), e 1996. Nesta década, perdeu duas finais, em 2015 e 2017.

O Atlético de Madrid tem na defesa sua grande virtude. É por causa dela, e do contra-ataque mortal sob o comando do argentino Diego Simeone, que chegou duas vezes à decisão da competição, em 2014 e 2016.

DAVID NERES É CONVOCADO POR TITE PARA VAGA DO LESIONADO VINICIUS JUNIOR

O técnico Tite convocou nesta sexta-feira o atacante David Neres para os amistosos da Seleção Brasileira contra Panamá e República Checa. O jogador do Ajax foi o escolhido para ocupar a vaga de Vinicius Junior, que precisou ser cortado pelo treinador dos compromissos de março após se lesionar no Real Madrid.

Vinicius Junior contundiu o tornozelo direito na última terça-feira, durante a derrota para o Ajax por 4 a 1, um resultado que eliminou o Real Madrid nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Depois disso, o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, entrou em contato com a comissão técnica do time espanhol, que confirmou a lesão e a indisponibilidade do jogador para os próximos compromissos da equipe nacional.

Essa seria a primeira vez que Vinicius Junior defenderia a Seleção Brasileira, mas a expectativa é de que ele fique afastado dos gramados por cerca de dois meses. E isso levou Tite a dar chance a um outro novato, David Neres, que vem se destacando pelo Ajax e inclusive marcou uma vez na goleada sobre o Real Madrid. 

Revelação das divisões de base do São Paulo, David Neres, de 22 anos, foi negociado no fim de janeiro de 2017 para o time holandês. Agora, então, vai receber a sua primeira oportunidade na seleção brasileira nos últimos amistosos antes da convocação para a Copa América.

“São dois jovens talentos que conseguiram destaque em campeonatos de alta competitividade e foram convocados pelo momento pessoal e pelo desempenho demonstrado. Somos uma comissão que está próxima dos jogadores e fiz questão de ligar para eles e passar as boas vindas ao David e nosso apoio ao Vinícius para uma excelente recuperação”, disse Edu Gaspar, coordenador de seleções, ao site oficial da CBF.

Os jogadores convocados por Tite vão se apresentar na cidade do Porto no dia 17, palco do primeiro amistoso da seleção, contra o Panamá, em 23 de março. Depois, no dia 26, o Brasil terá pela frente a República Checa, em Praga.

 

Estadão Conteúdo/ Foto: AFP / JAVIER SORIANO

VETTEL DOMINA 1º DIA DE TESTES DA PRÉ-TEMPORADA DA FÓRMULA 1

O alemão Sebastian Vettel foi o mais rápido do primeiro dia de testes da pré-temporada da Fórmula 1, nesta segunda-feira, no Circuito da Catalunha, nos arredores de Barcelona. O piloto da Ferrari foi o mais veloz, ainda no período da manhã, e também foi quem mais tempo permaneceu na pista.

Vettel marcou o tempo de 1min18s161 e completou 169 voltas. Para efeito de comparação, a pole position do último GP da Espanha, disputado no mesmo circuito, foi de 1min16s173 e registrada pelo inglês Lewis Hamilton. O alemão foi o único piloto da Ferrari na pista nesta segunda.

Exibindo ritmo e confiabilidade do novo carro italiano, Vettel só levou um susto no período da manhã, quando rodou na pista, sem maiores consequências. À tarde, ele manteve a velocidade, mas não alcançou o ritmo da manhã. 

O piloto que mais se aproximou do atual vice-campeão mundial foi o espanhol Carlos Sainz Junior, em sua estreia pela McLaren. O substituto do compatriota Fernando Alonso anotou o tempo de 1min18s558. Ele completou 119 voltas e só ficou atrás de Vettel e do holandês Max Verstappen.

O piloto da Red Bull deu 128 giros no circuito catalão e registrou o quarto melhor tempo (1min19s426) do dia na estreia da parceria do time austríaco com os motores Honda. Sem sustos, o time também mostrou confiabilidade e exibiu pintura mais tradicional, diferente da apresentada no lançamento do modelo deste ano. O terceiro mais veloz desta segunda foi o francês Romain Grosjean, da Haas, com 1min19s159.

Atual campeã dos Mundiais de Pilotos e de Construtores, a Mercedes dividiu este primeiro dia de testes entre seus dois pilotos. E o pentacampeão Lewis Hamilton foi superado pelo companheiro Valtteri Bottas. O inglês foi o nono mais rápido, com 1min20s135, após 81 voltas. Bottas, com 69, registrou o oitavo melhor tempo, com 1min20s127.

Em sua estreia pela Alfa Romeo (ex-Sauber), o finlandês Kimi Raikkonen anotou o quinto tempo do dia, com 1min19s462, em 114 voltas. Voltando à Fórmula 1, o russo Daniil Kvyat foi o sexto melhor do dia, com 1min19s464, pela Toro Rosso. E o mexicano Sergio Pérez foi o sétimo, com 1min19s944, defendendo as cores da Racing Point (ex-Force India).

Depois da Mercedes, vieram os carros da Renault. O alemão Nico Hülkenberg foi o décimo colocado do dia, com 1min20s980, seguido do seu novo companheiro, o australiano Daniel Ricciardo. O ex-piloto da Red Bull anotou o tempo de 1min20s983.

A Williams não mandou nenhum carro para a pista nesta segunda e nem o fará na terça. A direção do time britânico anunciou no início do dia que só começará suas atividades no traçado de Barcelona na quarta-feira.

REAL MADRID BATE AJAX FORA E SE APROXIMA DAS QUARTAS

O Real Madrid deu um grande passo rumo às quartas de final da Champions ao vencer o Ajax por 2×1 nesta quarta-feira no jogo de ida das oitavas. O time holandês jogou melhor mas não foi tão eficiente e ainda teve um gol anulado pelo VAR.

Pouco antes do intervalo, o argentino Nicolás Tagliafico cabeceou a bola para as redes, mas o árbitro anulou marcando impedimento do sérvio Dusan Tadic. No segundo tempo o francês Karim Benzema (59) abriu o placar para a equipe espanhola em grande jogada do brasileiro Vinicius Júnior e o marroquino Hakim Ziyech empatou (75). Mas Marco Asensio (87) fez o gol da vitória.

Apesar da vitória, o Real Madrid foi superado em muitos momentos pelo Ajax, que com uma equipe de jovens talentos, impôs seu jogo de toques e triangulações que só pecou nas finalizações para conseguir um melhor resultado.

 

Por: AFP

1 2 3 7