DEPUTADO DE SÃO PAULO APRESENTA PROJETO DE LEI QUE LIMITA TRANSEXUAIS NO ESPORTE

O Diário Oficial de São Paulo publica nesta terça-feira o projeto de lei 346, de autoria do deputado estadual Altair Moraes (PRB), que estabelece o sexo biológico como o único critério para definição do gênero de competidores em partidas esportivas oficiais no Estado de São Paulo. O projeto, que ainda vai a votação no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo, veta a participação de transexuais em qualquer modalidade em equipes que correspondam ao sexo oposto ao de nascimento.

O deputado estadual defende ainda que o clube que não cumprir a lei trans será multado em 50 salários mínimos. O projeto entrará em vigor 180 dias depois de aprovado.

Se aprovada, a medida vai impedir, por exemplo, a atuação da jogadora de vôlei Tiffany, que hoje defende o Bauru, semifinalista da Superliga Feminina. Na edição atual do torneio, o clube de Bauru (SP) disputa uma vaga na final diante do Praia Clube, de Uberlândia (MG).

Tiffany é o primeiro transexual a atuar na Superliga Feminina de Vôlei. Aos 33 anos, ela foi autorizada pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB, na sigla em inglês) a atuar na competição nacional após passar por cirurgia de mudança de sexo. Até os 31 anos, participou de várias edições do torneio masculino no Brasil, na Europa e na Ásia. Em 2017, assinou contrato com o Bauru.

A presença de Tiffany na Superliga é polêmica. No último dia 27, Bernardinho, técnico do Sesc-RJ, se irritou em um lance disputado com a atacante e disparou em direção ao banco de reservas: “Um homem, é foda!” Uma câmera flagrou o desabafo do treinador, criticado nas redes sociais pelo Angels Volley Brazil, equipe LGBT criada há 11 anos. “Transfóbicos e homofóbicos não vão passar sem serem apontados na nossa página! Pode ser até o papa do vôlei. Vamos desmascarar todos! Parabéns para o time feminino do Vôlei Bauru, mulheres incríveis que ganharam jogando por merecimento e sem nenhuma vantagem”, publicou o time em rede social. No dia seguinte, Bernardinho se desculpou.

Bruno Voloch, blogueiro do Estadão, escreveu no dia 5 de fevereiro que o movimento contra a jogadora cresceu recentemente. O movimento coincide que a melhoria do aproveitamento de Tiffany dentro da quadra nas fases finais do torneio. De acordo com Voloch, os clubes não vão se manifestar publicamente por causa dos patrocinadores, mas a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) já tem conhecimento da insatisfação da maioria deles.

No mês de janeiro, a ex-atleta Ana Paula Henkel, colunista do Estadão, publicou uma Carta Aberta ao Comitê Olímpico Internacional (COI). “Médicos já começam a se pronunciar sobre a evidente vantagem de atletas transexuais no esporte feminino e contestam a recomendação feita pelo COI de permitir atletas trans de competirem entre mulheres com apenas um ano com nível de testosterona baixo”.

 

Foto: Marcelo Ferrazoli/Vôlei Bauru – Estadão Conteúdo

SEPULTAMENTO DO CORPO DO JORNALISTA RAFAEL HENZEL SERÁ HOJE EM CHAPECÓ

O corpo do jornalista Rafael Henzel foi sepultado nesta quarta, às 16 horas, em Chapecó. Ele morreu aos 45 anos, após sofrer infarto quando disputava uma partida de futebol. O velório de Henzel foi realizado no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, localizado no centro da cidade.
Henzel foi um dos sobreviventes do voo LaMia 2933, que levava jogadores, equipe técnica e convidados da Chapecoense à Colômbia, onde seria disputada – em novembro de 2016 – a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.
Por meio de nota, a Associação Chapecoense de Futebol prestou homenagem ao jornalista, que narrava suas partidas.
Diante do ocorrido, o clube informou ter solicitado à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o adiamento da partida contra o Criciúma, pela Copa do Brasil, em consideração a “tudo que Henzel fez e representou para a Chapecoense, bem como por respeito aos familiares e amigos”.
Também devido à morte de Henzel, o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, decretou luto oficial de três dias na cidade.
Henzel nasceu em São Leopoldo (RS). A carreira de radialista teve início na Rádio Oeste Capital FM, quando tinha apenas 15 anos. Após passar por várias rádios e algumas TVs locais, iniciou as atividades na Rádio Oeste Capital. Foi comentarista da RBS TV durante a Copa Libertadores da América de 2017. Atualmente, Henzel era jornalista do Grupo Condá de Comunicação.
A experiência no acidente aéreo – que resultou em sete costelas quebradas, pneumonia, lesões e em uma internação de 20 dias, dez dos quais em uma Unidade de Tratamento Intensivo – levou o jornalista a escrever o livro Viva Como se Estivesse de Partida.
Foto: Sirli Freitas/Chapecoense – Por:Agência Brasil

MORRE EURICO MIRANDA, EX-PRESIDENTE DO VASCO

Um dos dirigentes mais marcantes do futebol nacional, Eurico Miranda faleceu na tarde desta terça-feira (12), vítima de câncer no cérebro. Aos 74 anos, o ex-presidente do Vasco morreu em um hospital da Barra da Tijuca, na Zona Oeste fluminense. Desde o ano passado, ele atuava como presidente do Conselho de Beneméritos do Vasco da Gama.

Eurico Miranda se encontrava debilitado desde o início de 2018. Antes da atual doença, o icônico dirigente já havia superado um câncer na bexiga e outro no pulmão. Sem conseguir andar, aderiu ao uso da cadeira de rodas, e passou a se tratar da doença que o levou a morte em sua residência, e com algumas idas ao médico.

No comando do clube carioca, Eurico foi presidente de 2003 a 2008 e de 2015 a 2017. Além de ter sido vice-presidente de futebol da instituição entre 1990 e 2002.

Completou 50 anos na vida política do Vasco em 2017 . Na oportunidade, disse que o esporte estava pior do que nos anos 1960 e colocou a culpa na profissionalização. “Vejo esses executivos que vão pulando de um clube para outro e não entendo. Não existe mais a ligação que existia antigamente. Você estava no clube por sentimento, por amor à instituição”, disse Eurico, responsável por montar grandes times vascaínos, como os que venceram os Brasileiros de 1989, 1997 e 2000, e a Libertadores de 1998.

Fora do esporte, o dirigente colecionou denúncias. Deputado federal por dois mandatos, o cartola admitiu que o pagamento de propina existe na política e no mundo do futebol. Mas garante que nunca se beneficiou. “Tenho certeza que para Bangu não vou”, referindo-se ao complexo penitenciário do Rio Na CPI do Futebol, concluída em 2001, o cartola foi indiciado por apropriação indébita do dinheiro do Vasco e falsidade ideológica por uso de “laranja” em desvios de recursos do clube. Ele rebate as acusações. “Aquilo foi uma briga política. Após a CPI, fui investigado pelo Ministério Público, pela Polícia Federal, mas o resultado quase ninguém publica. Fui absolvido em tudo”, defende-se o cartola.

Por: Yuri Teixeira, com agências/Foto: Paulo Fernandes/Vasco

PREFEITURA DE SERRA TALHADA INSTALA LUMINÁRIAS DE LED NOS EQUIPAMENTOS ESPORTIVOS DO MUNICÍPIO

A Prefeitura de Serra Talhada, por meio da Secretaria de Esportes e Lazer, iniciou a instalação de luminárias de LED nos equipamentos esportivos do município.

Segundo o secretário de Esportes e Lazer, Ginclécio Oliviera, o primeiro equipamento contemplado foi a quadra esportiva do Bairro Bom Jesus. “Com o empenho do Prefeito Luciano Duque e da secretária de Finanças, Cibelli Almeida, levaremos à população uma melhor comodidade para a prática esportiva, além de economizarmos no consumo de energia elétrica”, destacou o secretário.

Somente na quadra esportiva do Bom Jesus serão instaladas 16 luminárias de LED. O serviço será estendido a todos os demais equipamentos esportivos.

NÁUTICO NÃO JOGA BEM, MAS VENCE AMÉRICA E ASSUME PROVISORIAMENTE A LIDERANÇA DO PE2019

O Náutico ampliou a sua sequência de invencibilidade para onze jogos ao bater o lanterna América por 1 a 0 no estádio Ademir Cunha de portões fechados à torcida por recomendação da polícia militar. Como “prêmio”, os alvirrubros assumem provisoriamente a liderança do Campeonato Pernambucano, com 18 pontos. Agora, o Timbu espera o complemento da rodada, com jogos entre Sport e Salgueiro, na quarta-feira, e entre Santa Cruz e Central, na quinta.
Já o América, após seis anos na elite estadual, está rebaixado à Série A2. O clube ainda disputará a Série D do Campeonato Brasileiro este ano. Para o Náutico, hora novamente de virar a chave. Isso porque a equipe volta a campo na quinta-feira para enfrentar o CRB, em Maceió, pela Copa do Nordeste. De preferência, com um futebol melhor do que o apresentado neste domingo. Pelo Estadual, o Timbu faz a última rodada da primeira fase no próximo domingo, contra o Santa Cruz, nos Aflitos.

APÓS APENAS SETE JOGOS, MILTON CRUZ PEDE DESLIGAMENTO E NÃO É MAIS TREINADOR DO SPORT

Durou apenas sete jogos a passagem do técnico Milton Cruz pelo Sport. Na noite desta segunda-feira, o clube anunciou, através do seu site oficial, que o treinador pediu o desligamento do clube. Foram quatro vitórias e três derrotas neste início de temporada. As duas últimas, em um período de cinco dias, tornaram o ambiente insustentável para o treinador. Na quarta-feira (13), o Sport foi goleado pelo Tombense por 3 a 0 e acabou eliminado da Copa do Brasil – um resultado que causou um prejuízo milionário ao planejamento rubro-negro para 2019.

No domingo (17), Milton repetiu a contestada escalação contra o Santa Cruz. Antes do jogo no Arruda, chegou a dizer – em entrevista à TV Globo – que considerou uma grande atuação da sua equipe na derrota em Minas Gerais. Pressionado, viu o Leão ser derrotado para o rival e, pouco mais de 24 horas depois, entregou o cargo.

 

Redação Superesportes /Diario de Pernambuco

CORREIOS E ESPORTES AQUÁTICOS CHEGAM A ACORDO PARA RENOVAÇÃO DE PATROCÍNIO

Os Correios e a CBDA (Confederação Brasileira de Esportes Aquáticos) chegaram a um acordo para a renovação do contrato da estatal com o órgão. O acerto foi discutido nesta quarta-feira (13) em encontro dos presidentes das duas entidades. Ainda não há, porém, prazo de duração e valores do novo contrato. O patrocínio, que era o maior da estatal na área esportiva e pagava à confederação R$ 5,7 milhões anuais, se encerrou no último dia 31 de janeiro.

“Para nós, é uma satisfação muito grande ver que brasileiros se dedicam e obtêm bons resultados que podem elevar o nome do nosso país cada vez mais alto”, disse o general Juarez Cunha, presidente dos Correios, em nota. Embora Jair Bolsonaro tenha defendido a privatização dos Correios durante a campanha à Presidência, no fim de 2018 o astronauta Marcos Pontes, escolhido pelo presidente para assumir o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, afirmou que os Correios não estavam na pauta de privatizações do governo.

Até o início deste ano, a empresa estatal patrocinava, além dos esportes aquáticos, a Confederação Brasileira de Tênis, cujo contrato foi encerrado em dezembro, e a Confederação Brasileira de Handebol, cujo vínculo com a estatal também terminou no fim de janeiro. Ainda restam contratos menores em vigor com as confederações de rúgbi, squash e desporto universitário.

 

Por: Folhapress

CAIXA PODE ENCERRA PATROCÍNIOS A CLUBES DE FUTEBOL

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou muito a forma de gasto da CAIXA com os clubes de futebol. No total, 663 milhões foram gastos em sete anos. Para 2019, a CAIXA está fazendo uma análise de como ficará, e os clubes já estão se preparando para a saída do maior patrocinador do futebol. A ideia da CAIXA de investir em clubes começou em 2012 com um montante de 5,4 milhões por ano, hoje, essa realidade é de 145,6 milhões?ano. Sport – PE e Botafogo – RJ são os clubes que ainda tem contratos com a CAIXA, e se encerram em fevereiro. No total, em 2018, 25 clubes foram beneficiados com os recursos, destes, 23 já terminaram seu vinculo com a instituição financeira.

JOGO DA SOLIDARIEDADE EM SERRA TALHADA

O jogo da solidariedade, no Estádio Nildo Pereira de Menezes, Em Serra Talhada, foi marcado pela presença de jogadores de várias gerações. Na verdade, o que estava em jogo era a doação de alimentos não perecíveis, que seriam destinados as pessoas carentes. Quem está a frente desta ação é o Ex-jogador Rogério, João Bala, Timão, Ricardo, Robério da Caixa, Petróleo e Jarbas, que conseguiram reunir em torno de 73 jogadores na manhã de ontem (30). O jogo, com caráter festivo terminou, Profissionais 4 x 2 Amadores, e na medida que o tempo passava eram substituídos dando oportunidade para que todos pudessem jogar. A parte da solidariedade aconteceu na manhã de hoje (31) nos bairros da Borborema, Cagepe, Vila Bela, Baixa Renda, Mutirão, Serra Grande e no Distrito de Varzinha. No total, 50 cestas básicas foram distribuídas, fazendo a alegria das famílias atendidas. O Secretário de Esportes, da Prefeitura de Serra Talhada, Gin Oliveira destacou a iniciativa como “Positiva, uma vez que, reúne amigos em torno de uma causa nobre, que busca atender comunidades e famílias com necessidades diversas”. O Secretário ressaltou ainda que, “iniciativas como essas são louváveis, do ponto de vista social e merece nosso reconhecimento”.

AMANDA NUNES VIRA NOVO ROSTO DO MMA NO BRASIL

O nocaute avassalador sobre Cris Cyborg não fez de Amanda Nunes apenas a única mulher na história campeã em duas categorias do UFC (galo e pena). O feito mudou de uma vez por todas a brasileira de patamar no esporte e abriu um horizonte desejado por ela e, principalmente, pelo presidente Dana White.

Os 51 segundos de luta, nos quais os presentes no The Forum -histórica arena da Califórnia- perderam o fôlego, transformaram a baiana de 30 anos no rosto do MMA no Brasil. Atualmente, ela é a única brasileira campeã entre todas as categorias do UFC. Nenhum lutador do país ostenta cinturão, enquanto a “Leoa” desfila com dois. E o que isso quer dizer a partir de agora? É a chance perfeita para a dupla Amanda e Dana White no Brasil.

A ideia é a de que a lutadora siga os passos de Anderson Silva quando o MMA explodiu em território nacional. Ao acertar o chute frontal em Vitor Belfort no UFC 126, em 2011, o Spider se transformou na imagem do Brasil no esporte. A febre foi natural, com cada vez mais pessoas acompanhando as edições do evento, entrevistas em programas populares e transmissões em TV aberta.

É com isso que o UFC sonha para retomar o território no Brasil. E os dois cinturões de Amanda Nunes são a oportunidade perfeita. Construir a idolatria em cima da “Leoa” -promovendo a imagem de maneira inteligente- é o que a principal franquia de MMA do mundo pretende para voltar aos dias de glória no país.

Desde a derrocada de Anderson Silva e de outros lutadores brasileiros -com perdas de cinturões em sequência-, o UFC se mostrou muitas vezes perdido em como trabalhar no país. Amanda deu um presente ao patrão Dana White, que terá reuniões com a campeã em busca de objetivos ousados.

“Ela será uma estrela, prometo isso. As pessoas ficaram loucas com ela. Definiremos os próximos passos”, garantiu.

Considerada a maior lutadora de todos os tempos por ter alcançado o histórico feito, Amanda Nunes ainda vive o êxtase da conquista. No entanto, a campeã está pronta para trabalhar na missão do território nacional junto ao presidente da franquia.

“O mais importante é que estou feliz. Sempre estive bem e confiante de que mudaria a minha vida. Fico contente com os planos do Dana. É muito importante isso. Ele agora tem uma campeã em duas categorias. Eu fiz história mais uma vez e só penso em ganhar. Isso é o que me faz forte, é por causa disso que sou atleta. Fico ainda mais feliz em saber que conquistei tudo isso com o meu trabalho”, comentou.

Na véspera do Ano Novo, o UFC tem duas certezas. Amanda Nunes foi o nome de 2018 e tudo o que se pensa sobre MMA para 2019 no Brasil passa obrigatoriamente por ela. A história foi escrita e a ideia dos envolvidos é a de que ganhe ainda mais páginas. O futuro dirá.

 

Por: Folhapress

1 2 3 5