APÓS QUASE DOIS ANOS, SAMMIR COMEMORA VOLTA AO FUTEBOL: ‘SENTIR O CHEIRO DA GRAMA É BOM’

Ao ser acionado aos 29 minutos do segundo tempo na goleada por 4 a 0 sobre o Petrolina, que valeu a classificação à semifinal do Campeonato Pernambucano, o meia Sammir, finalmente, colocou fim a uma espera de um ano, nove meses e 24 dias. Tempo em que ficou sem atuar profissionalmente. Estreia pelo Sport cercada de expectativa não só pelo jogador, mas também por parte da torcida e do próprio técnico Guto Ferreira, que apesar de pedir paciência, não deixou de elogiar as qualidades do camisa 10.

Em campo, Sammir obviamente sentiu a falta de ritmo de jogo, após tanto tempo afastado devido a uma série de problemas físicos. Mesmo assim, conseguiu alguns bons passes, dando sinais de que poderá ser útil ao time ao longo da temporada. Após a partida, o jogador apenas agradeceu o momento.
“O sentimento é de gratidão ao Sport que abriu as portas para eu poder voltar ao Brasil e a torcida que pediu para eu entrar no jogo. Deu para correr 15 minutos depois de muito tempo parado. De novo sentir o cheiro da grama e o toque na bola é muito bom e me fez muita falta. Estou muito feliz pela estreia”, pontuou.
Com experiência de ter disputado a Copa do Mundo de 2014 pela seleção da Croácia (naturalizado), Sammir sabe que ainda está longe de brigar por um lugar no time titular. Por isso, prefere pensar jogo a jogo. “A concorrência no time é muito grande. É uma equipe que está se formando e tem muita qualidade. Tenho que trabalhar muito para conseguir essa titularidade”,  reforçou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *